BOURNEMOUTH-ING NãO DESISTE DE WESLEY E FLAMENGO DEFINE O PREçO PARA LIBERAR O LATERAL

Lateral-direito é prioridade de Clube inglês chega forte para contratar a Cria do Ninho

Mengão de olho na janela

O Flamengo está na expectativa sobre a abertura da janela de transferências, que acontece nesta quarta-feira (10), desta forma, a direção Rubro-Negra mira suas prioridades para reforçar a equipe comandada por Tite.

Depois de praticamente encaminhar a contratação de Marcos Antônio, a bola da vez na Gávea é Claudinho, do Zenit, clube russo que já apresentou as condição financeira que pretende negociar o jogador.

Porém, o Fla também deve ter saídas, já que o elenco conta com jogadores que despertaram interesse no mercado da bola. Neste contexto está Wesley, jogador que está no topo da lista do Bournemouth-ING e já apresentou uma primeira oferta para contratar o lateral.

Contudo, o Mais Querido recusou uma oferta de 12 milhões de euros (cerca de R$ 70 milhões, na cotação atual), mas, os ingleses não desistiram e já alinham detalhes para o envio da segunda oferta.

Mengão define preço

A informação foi primeiramente destacada pelo jornalista Julio Miguel Neto, no programa Rubro News TV e também reverberada pelo comunicador Paparazzo Rubro-Negro, que trouxeram o valor pretendido pelo Flamengo para liberar a Cria do Ninho.

A ideia da direção da Gávea é embolsar pelo menos 15 milhões de euros (em torno de R$ 88,9 milhões) por Wesley. Importante ressaltar que o Clube conta com 70% dos direitos econômicos do atleta.

O Fla adota uma postura rígida para abrir uma transação envolvendo lateral, pois acredita que Wesley tem potencial de evoluir e garantir uma valorização financeira considerável. Por isso que existe um preço mínimo para o início de qualquer tratativa.

Mais dos bastidores do Rubro-Negro

Por falar em valorização, veio à tona que o Mengo pode embolsar uma alta quantia por outra Cria do Ninho. Trata-se do volante João Gomes, que atualmente defende o Wolverhampton-ING, despertou o interesse do Liverpool. O Mais Querido tem direito a 10% em uma futura venda e a 4% pelo mecanismo de solidariedade da FIFA, fatores que vão gerar uma gorda fatia caso a negociação avance.

Outra situação de mercado que chamou atenção foi a proposta que o Fla negou para negociar Matheus Gonçalves. Desta vez, a oferta veio do Red Bull Bragantino, mas os valores não agradaram o presidente Rodolfo Landim.

Leitura recomendada:

2024-07-09T18:48:41Z dg43tfdfdgfd